FacebookTwitterInstagramYouTube

Sexta, 24 Fevereiro 2017

Esburacado, trecho de rodovia no Tocantins traz riscos a motoristas e prejuízos a produtores; governo prevê solução em apenas um ano

Governo do Estado informou que espera conclusão de licitação para fazer tapa-buraco. E que há previsão apenas para o próximo ano e sem data específica de “reconstrução asfáltica” (foto: Vanderlei Talevi)A situação precária da rodovia TO-070, que liga Porto Nacional a Brejinho de Nazaré, além de riscos de acidentes traz prejuízos a todos que trafegam pelo local. Importante via utilizada por produtores rurais, o trecho de aproximadamente 40 quilômetros de estrada também serve como rota de escoamento da produção, principalmente de soja. Há muitas propriedades naquela região que cultivam o grão, considerado o carro-chefe da balança comercial do Estado. E os prejuízos são inúmeros, como rodas amassadas e pneus furados.

Outro problema: demora para trafegar pelo trecho. Há casos, conforme produtores relataram ao Norte Agropecuário, que a viagem demora mais de uma hora. "Prejuízos são enormes", diz Vanderlei Talevi, que possui propriedade nem Brejinho de Nazaré e utiliza constantemente a estrada.

"É muito arriscado aquele trecho." Isso sem contar o risco de acidentes que podem ocorrer, por exemplo, pelo fato de motoristas tentarem trafegar pela via contrária de direção e fugir dos buracos. Buracos que são inúmeros.

Também proprietário de uma área na região, o presidente da Aprosoja-TO (Associação dos Produtores de Soja e Milho do Tocantins), Ruben Ritter, criticou o descaso com o cidadão e produtores.

“É desastrosa e triste a situação dos produtores e cidadãos pois, além de verem onerados os seus custos, acabam colocando suas vidas em risco, haja vista que nem uma operação tapa buraco é realizada”, disse.

O Norte Agropecuário recebeu na manhã desta sexta-feira, 24, diversas fotos da situação de um dos trechos da rodovia.

E as imagens falam por si só: o caos e desrespeito com o contribuinte e com agricultores que, mesmo diante de tantas dificuldades como custo de produção e crise econômica do país, não têm as condições mínimas de poder exercer sua atividade que traz o desenvolvimento e riquezas para o Estado do Tocantins.

A situação caótica da rodovia, infelizmente, não é de hoje. Há muitos registros da imprensa tocantinense de queixa em relação ao caos da TO-070 (fotos: Vanderlei Talevi)A situação caótica da rodovia, infelizmente, não é de hoje. Há muitos registros da imprensa tocantinense de queixa em relação ao caos da TO-070.

RESPOSTA DO GOVERNO

O Norte Agropecuário solicitou ao governo do Estado posicionamento sobre o tema e questionou quais são as medidas para solucionar o problema. Em nota, a Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto) informou que aguarda finalização de licitação para compra de brita, usada para fazer operação tapa-buracos.

“A Ageto aguarda a finalização do processo licitatório para aquisição de brita, indispensável na recuperação de rodovias para executar Operação Tapa-buracos na TO-070. Tão logo o processo seja finalizado, os trabalhos de tapa-buracos serão iniciados nessas rodovias”, informou.

O governo do Estado informou ainda que há revisão de fazer reconstrução asfáltica no trecho. Porém, a obra, conforme a nota, só ocorreria no próximo ano. “Informa também que o trecho, Porto Nacional/Brejinho de Nazaré/Aliança do Tocantins, está incluso na lista de reconstrução asfáltica programada para o próximo ano, pelo programa PDRIS-CREMA”, diz a nota.

Norte Agropecuário

FacebookTwitterInstagramYouTube